Wellness

Postado em 29 de Outubro de 2019

Tudo o que você queria saber sobre Mindfulness

Com certeza você já reclamou de como o tempo está passando cada vez mais rápido, e que as 24 horas do dia já não são suficientes para realizar suas tarefas diárias, do quanto você tem dificuldade de manter o foco. Se você inúmeras vezes já teve que pedir para alguém repetir uma pergunta pois não estava prestando atenção no assunto, já está mais do que na hora de conhecer o Mindfulness. Me chamo Luiz Fernando Nicolodi, sou
médico e Instrutor de Mindfulness e vou compartilhar algumas informações importantes com você.

Mas afinal, o que é esse tal de mindfulness?

O estado de consciência em que estamos apenas com o corpo presente no momento mas com a mente bem longe dali, é o oposto de um estado de consciência chamado mindful, uma palavra que deriva de Mindfulness – que na tradução livre para o português significa atenção plena – e denota um estado em que nossa mente consegue manter atenção total ao momento presente.

O Mindfulness consiste em uma prática de meditação que une um conjunto de técnicas cientificamente comprovadas que visam atingir a atenção plena através do relaxamento, trazendo tranquilidade e diversos benefícios para o nosso dia a dia. É a prática de desfocar do mundo externo e viver o momento aqui e agora, aprendendo a olhar para dentro de nós mesmos e sair do piloto automático, traçando um caminho de autoconhecimento e equilíbrio.

Originária da tradição espiritual budista, a técnica da atenção plena despertou a curiosidade da comunidade científica médica e psicológica internacional há cerca de 30 anos. De lá para cá, diversas vertentes de estudos surgiram para comprovar a eficácia do método. Sim, a origem do Mindfulness é budista, mas atualmente, a ciência é a responsável por sua divulgação e expansão em todo o mundo.

As perguntas mais frequentes sobre o Mindfulness

Ao mesmo tempo em que o interesse pelas práticas de mindfulness tem crescido no ocidente, surgem muitas dúvidas a respeito do tema, por isso, decidi compartilhar algumas das perguntas mais frequentes de quem está entrando em contato com a prática.

1. Quais são os benefícios para quem pratica Mindfulness?

Inúmeros, desde mudanças significativas na postura mental até aumento da capacidade de concentração e planejamento e diminuição do estresse. Mindfulness é um estado mental potencial em qualquer ser humano. Este estado mental é pleno de qualidades, e a prática pode auxilia-lo a aprimorar algumas delas, como:

Atenção – aumento da capacidade de focar e sustentar o foco;
Abertura – desenvolvimento da capacidade de ampliar a atenção e abrir mão de preconcepções a respeito da experiência;
Aceitação – aprender como aceitar a realidade do momento, sem precisar manipular a realidade que vivenciamos
Paciência ao percebermos que devaneamos, nos distraímos, gentilmente retornamos para o foco da atenção.

O treinamento em Mindfulness proporciona autoconhecimento, auxilia o praticante a manejar a ansiedade e a depressão de maneiras mais habilidosas e possibilita melhorar a qualidade de vida e bem-estar, cultivando seu estado interno de felicidade. Há também mudanças significativas relacionadas ao corpo, como diminuição de dores, mais consciência corporal, mais aceitação com o corpo. Você também poderá aprender a identificar o que seu corpo está querendo dize, através do aumento da percepção. Os estudos mostram que aqueles que cultivam Mindfulness diminuem processos inflamatórios no corpo, oxidação e radicais livres, possibilitando longevidade e uma vida mais plena de sentidos e significado. Também, do ponto de vista espiritual,  Mindfulness nos abre para um olhar mais amplo a respeito da vida e dos seres, favorecendo a bondade amorosa, a compaixão e o cuidado. Pode, assim, ser uma abordagem importante para o cultivo de uma cultura de paz.

2. A prática pertence a alguma religião?

Mindfulness é um conceito muito antigo, esse estado de mente sempre esteve disponível ao ser humano, bastando treinar o cultivo do mesmo. Porém, dentro das tradições religiosas, o Buda enfatizou os treinamentos de Atenção Plena e eles se tornaram importantes dentro do treinamento budista. Mas outras religiões também cultivam estados de Mindfulness, e da forma como se organizaram esses treinamentos no Ocidente, podemos afirmar que surgiu na década de 1970 com Jon Kabat Zinn, de uma forma laica e com viés científico e mais descolado do contexto religioso.

3. Qualquer pessoa pode aprender?

Mindfulness é essencialmente a habilidade que todos possuímos – em maior ou menor grau de desenvolvimento – de estarmos conscientes e abertos à experiência presente, sem julgamentos. Essa habilidade pode ser desenvolvida por meio de práticas de meditação específicas Sim, são práticas que todos podem fazer, pois todos os seres humanos possuem em potencial esse estado de Mindfulness internamente. No entanto, do ponto de vista de grupos clínicos, pessoas em quadros depressivos graves, estados psicóticos agudos, pânico agudizado, transtornos de personalidade sem estabilização não devem praticar Mindfulness. Pelo menos não no momento destes quadros. Deve-se estar num episódio estável, de remissão de sintomas para poder praticar e aprofundar nas práticas. Isso deve ser avaliado pelo Instrutor de Mindfulness logo na entrevista inicial ou mediante preenchimento de questionários.

4. É necessário estar em um local silencioso para praticar?

Não, não é necessário estar em completo silêncio, até porque na grande maioria dos momentos que precisamos de atenção plena, não estamos em um local silencioso, portanto é imprescindível praticar a técnica mesmo que
haja barulhos no ambiente. No entanto, para os iniciantes, o silencio ajuda a uma maior concentração, isso favorecerá a concentração meditativa. É importante ressaltar que as práticas de Mindfulness, por afirmarem que devemos aceitar a realidade como ela é no momento presente, não usam de música durante suas sessões. Mesmo assim, podemos levar Mindfulness para quando estamos cantando, tocando ou dançando. Fazendo essas atividades de maneira entregue e completamente focados, podemos cultivar Mindfulness também nessas atividades.

Gostou e quer saber mais sobre o tema? Então clique aqui para acessar o meu portal especializado em Mindfulnes.

Se interessou pelo assunto e quer participar de uma prática?

Nosso cérebro está acostumado a experienciar sempre os mesmos estímulos, mantemos assim, os mesmos comportamentos e resultados, mas VOCÊ PODE MUDAR ISSO. O estado Mindfulness pode ser treinado, e os programas oferecidos por profissionais certificados têm ajudado muitas pessoas a incorporar a prática no seu dia a dia. É através das práticas formais e informais que podemos transformar a relação que temos conosco, com as pessoas e com as situações que surgem na nossa vida. Então que tal das o primeiro passo em busca da mudança?

Quero convidar você para um evento muito especial, no dia 15 de dezembro eu, Luiz Fernando Nicolodi estarei ministrando o 1º Mindfulness na Praia, realizado em parceria com a Revista Mandala, e será ofertado de forma totalmente GRATUITA na beira-mar da Praia do Rosa. A prática terá início às 9:30 em frente ao Village Praia do Rosa. Acesse aqui a página oficial do evento no Facebook.